terça-feira, 2 de outubro de 2007

Legado


A grande lua de fogo
revelou a sua face agréstia
e, vagarosamente, foi indo...
gravitando na incandescência

A grande lua de fogo
trouxe um véu de estrelas;
veio com o vento da noite
e não espantou a neblina.

Na agrestidade do ser
cavamos os sonhos
contra a desesperança
que circunda as nossas vidas


Nordeste do Brasil, set. 2006
Graça Graúna

Nota: no site Overmundo, este poema recebeu 200 votos.

Um comentário:

Anônimo disse...

escrevi este poema em setembro de 2006, motivada pela aparição da lua cheia; seu clarão invadiu a sala em que meus alunos e eu trocavamos algumas idéias sobre o romantismo na literatura.
Graça Graúna, no Agreste pernambucano.